Veja como Funciona o Plano de Saúde Popular

Os planos de saúde atualmente no Brasil são altamente caros e poucos possuem recursos para poder mantê-los. Mas recentemente foi inventado o plano de saúde popular, que fará você acompanhar e tratar sua saúde no preço justo.

Todos nós precisamos cuidar da saúde, alguns mais do que outros, e por isso o plano de saúde é importante, mas poucos podem ter devido as altas mensalidades cobradas.

Em 2016 o MS criou um grupo de trabalho para estudar a questão dos planos de saúde popular e formalizar essa ideia. Com o objetivo de criar planos de saúde mais baratos e com cobertura mais restrita. Em 2017, o Ministério encaminhou à ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) as propostas elaboradas por essa comissão de trabalho. A ANS fez várias críticas às propostas, pois elas entrariam em conflito com algumas normas da própria agência, normas essas que teriam de ser alteradas.

Esse novo plano propõe que o paciente que tenha essa plano popular pague até metade do preço (50%) do que seria num plano de saúde comum do custo de um exame ou procedimento, dependendo do plano popular contratado.

A nova proposta do plano de saúde popular sugere também um esquema de reajuste de mensalidades diferente dos outros planos. A ideia é reajustar o plano popular com base em uma planilha de custo.

No plano popular ficaria aberto o caminho para a regionalização do atendimento. Ou seja, os procedimentos oferecidos poderiam variar de acordo com a infraestrutura de cada município ou região.

Os Tipos de Plano de Saúde Popular

Plano simplificado: com cobertura restrita a procedimentos mais simples, de menor complexidade, este plano apresentaria menor custo para o usuário. A cobertura deixaria de fora exames complexos, internações e procedimentos de emergência.

Plano combinado ambulatorial + hospitalar: essa modalidade abrange também procedimentos especializados e de alta complexidade. Contudo, para receber atendimento especializado, o usuário teria, primeiramente, que passar por uma avaliação de um médico de família ou de atenção primária.

Plano em regime misto de pagamento: envolve a participação financeira do usuário: para poder ter acesso a atendimento ambulatorial e procedimentos complexos, o usuário teria de arcar com o pagamento de valores estabelecidos pelo plano contratado.

O Objetivo do MS

Essa ideia de criar um plano de saúde popular espera desafogar o SUS que possui já recursos escassos e demanda alta. Com isso, o principal objetivo da proposta é a falta de recursos na saúde pública em meio a crise no país. E a solução seria distribuir saúde pelo menor preço.

Segundo o que foi proposto pelo Ministério, antes de qualquer procedimento ou exame médico de média a alta complexidade (mais caros) a ser realizado, ficaria estabelecido uma segunda opinião médica. Essa regra tem o objetivo, segundo o grupo de trabalho, seria evitar desperdícios, liberando o dinheiro para determinados procedimentos apenas depois de confirmar a extrema necessidade dele.

Você sabe a diferença entre Plano de Saúde e Plano de Asistência Familiar?

A maioria das pessoas não sabem a diferença de um plano de saúde para um plano de assistência família ou plano funerário. Isso acontece porque muitas empresas popularizam um plano de assistência familiar com benefícios como descontos em clínicas médicas, hospitais, ambulatórios, exames e outras áreas da saúde.

Plano de Assistência familiar não é considerado plano de saúde, porque as empresas que comercializam tantos os seguros quanto os planos de saúde são modalidades de assistência médicas privadas e regidas por contratos e regulamentadas pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Plano de saúde em Brasília

Plano de Saúde X Seguro Saúde

As seguradoras especializadas na área da saúde oferecem planos de atendimento médico-hospitalar por meio do seguro saúde. Essa modalidade tem como objetivo a possibilidade de o cliente escolher o local em que irá ser atendido, fazer algum acompanhamento ou procedimento médico. Nesse caso, o segurado é reembolsado, posteriormente, pelas despesas com seu atendimento. O limite do valor do reembolso estará previsto no contrato, e poderá variar de acordo com o plano contratado. O segurado também conta com a opção de ser atendido pela rede referenciada de sua seguradora, mas caso opte por um atendimento médico de sua escolha, pode fazê-lo sem nenhuma burocracia.

Já os Planos de Saúde também somente especializados em seguros saúde, oferecem atendimento médico-hospitalar. A diferença dos seguros saúde é que o plano de saúde fica responsável por todos os atendimentos médico-hospitalares, sejam realizados em clínicas ou hospitais em que o devido plano é aceito.

O plano de saúde também é mais interessante porque o paciente a qualquer momento que precisar de um atendimento pode recorrer ao convênio sem nenhum custo adicional, e já no seguro saúde se o atendimento for realizado fora da rede referenciada, o beneficiário terá que pagar o valor do que for realizado, mesmo que seja reembolsado pela seguradora posteriormente.